You are currently viewing Análise do Buggy Baby

Análise do Buggy Baby

Análise do Buggy Baby – Um Clássico do Planeta

O Planeta Buggy faz a Análise do Buggy Baby, um dos Clássicos Brasileiros e uma das fábricas de buggies mais antigas em funcionamento no Brasil.  A Baby é um exemplo de desenho bem trabalhado.

Lá embaixo temos uma seleção de buggy Baby dos Planetários, com fotos e detalhes. Clica aqui, que pula direto para lá!

Mesmo com pequenas alterações na carroceria, o estilo manteve-se inalterado desde o projeto original.

Visite o site da fábrica.

Análise do Buggy Baby

O Desenho Original

Em 1980, quando a Baby foi criada, os buggies já tinham tomado conta do cenário automobilístico de entretenimento no Brasil e no mundo.

Mas os primeiros buggies, apesar de fiéis ao desenho original do clássico buggy californiano, já estavam sendo trocados por desenhos mais modernos e também mais confortáveis.

O Baby veio com portamalas, um capô do motor em tamanho adequado para uma manutenção decente e inovou colocando lanternas traseiras de desenho exclusivo.

Mas vamos falar um pouco de cada detalhe do desenho deste Clássico!

A Carroceria

O Buggy Baby já foi desenhado com a tendência da década de 80, que era a presença de capô e faróis retangulares embutidos na carroceria. O Planeta Buggy não sabe quem foi o projetista, mas o proprietário original da Empresa foi, segundo o site Lexicar, José Augusto Teixeira Soares.

O restante da carroceria seguia a mesma linha básica dos buggies desenvolvidos fora do Nordeste, que mostrava uma linha de cintura subindo em direção à traseira do buggy, acentuando o estilo dos pneus maiores utilizados nas rodas traseiras.

As linhas retas, limpas e simples, com alguns frisos moldados na fibra, laterais alargadas e santoantônio tipo targa, em fibra complementavam o estilo geral da carroceria.

A Dianteira

A solução do projeto foi muito bem montada, com faróis retangulares em nichos salientes e um capô que permitia a colocação de estepe e algumas ferramentas. Nos modelos mais recentes, os faróis foram modificados para redondos, ao mesmo tempo em que foi feita uma frente simulando uma grade. Além disso, foram acrescentadas novas partes na dianteira e traseira (parachoques?), fechando mais o carro, dando um aspecto mais arredondado.

O parabrisa, como a maioria dos buggies da época, era plano, com estrutura em alumínio, mas diferente dos clássicos Kadron, BRM e Glaspac.

Na primeira foto da galeria a seguir, um Baby 1981, com a lateral ainda sem ser saliente e com o nome inscrito nela. O seguinte já é o modelo que mais temos no Brasil e o último é a nova geração do Buggy Baby, que engloba quatro modelos: o RS, o RS Adventure Top, o Adventure Trilha e o RS Evolution 1.8.

A Traseira

O Buggy Baby não sofreu alterações de estilo na traseira, a não ser pela colocação de uma peça envolvente do motor, que também serve como parachoque.

As lanternas, originalmente moldadas em acrílico, foram alteradas para redondas, implantadas em um suporte que foi colocado exatamente no local das antigas lanternas. Ou seja, buggies Baby mais antigos podem ser “modernizados” com este suporte, já que as lanternas originais são difíceis de encontrar.

Complementa a traseira um capô de bom tamanho para acessar o motor e seus componentes.

Na galeria a seguir, a evolução das lanternas traseiras e, na última, o atual Baby RS, com seu parachoque envolvente e placa embutida.

O Painel

O Buggy Baby foi um dos primeiros buggies brasileiros a usar o conceito de painel envolvente e com porta-luvas. Um estilo muito copiado por outros fabricantes.

O conjunto é agradável e bem equilibrado, como pode ser visto nas fotos a seguir, onde também mostramos a plaqueta original do Baby.

O Buggy Baby no Planeta Buggy

Muitos Buggies Baby já estiveram no Planeta Buggy. Neste novo espaço (nem tão novo…), vamos colocar alguns, aos poucos. Conhece em mais detalhes, clicando nas fotos.

Buggy Baby do Sylvio

O Juliano comprou seu Baby e, como a grande maioria dos buggistas, fez algumas modificações nele.  Os parachoques são o destaque deste Buggy. Confere lá na página dele, clicando no título ou na foto.

Buggy Baby TS do Sandro

O Sandro salvou o #9 do desmanche e restaurou-o completamente. 

Buggy Baby do Maurício Moral – SP

O Juliano comprou seu Baby e, como a grande maioria dos buggistas, fez algumas modificações nele.  Os parachoques são o destaque deste Buggy. Confere lá na página dele, clicando no título ou na foto.

Buggy Baby do Marcão

O Juliano comprou seu Baby e, como a grande maioria dos buggistas, fez algumas modificações nele.  Os parachoques são o destaque deste Buggy. Confere lá na página dele, clicando no título ou na foto.

Buggy Baby do Juliano – SP

O Juliano comprou seu Baby e, como a grande maioria dos buggistas, fez algumas modificações nele.  Os parachoques são o destaque deste Buggy. Confere lá na página dele, clicando no título ou na foto.

Buggy Baby do Ivan – SC

O Ivan comprou um Baby detonado e reformou com excelentes detalhes, inclusive uma pintura verde de jipe militar da Segunda Guerra Mundial.

Buggy Baby do Guereschi – RJ

O Guereschi faz um relato do primeiro passeio em dunas de um grupo de buggistas da região dele. Em 2002 e 2003.

Buggy Baby do Hamilton Gomes

Em 2002, quando entrou no site, o Hamilton estava fazendo algumas melhorias no Baby dele. Como estará agora, em 2021?

Buggy Baby do Denison – SP

Do interior de São Paulo, Valinhos, um buggy Baby amarelo, com santoantônio em fibra e na mesma cor do buggy.

Buggy Baby do Cláudio – SC

Também de Balneário Camboriú, outro Baby, com esquema de cores azul e prata e lanternas traseiras diferenciadas.

Buggy Baby do Charles Oliveira

De Balneário Camboriú-SC, este Baby com rodas Mangels.

Buggy Baby do Marcos – SP

Das praias da Cananéia – SP, um Buggy Baby totalmente reformado. Veja os detalhes na página e conheça a pousada do ex-proprietário desta belezinha.

Buggy Baby do Milton Brescovite – SC

De Natal-RN, o Binho mandou fotos e alguns detalhes do Baby dele.

Buggy Bem cuidado!

Buggy Baby do Binho – RN

De Natal-RN, o Binho mandou fotos e alguns detalhes do Baby dele.

Buggy Bem cuidado!

Buggy Baby do Júlio – SP

De Sampa, o Júlio tem este buggy há bastante tempo. Praticamente o mesmo tempo de vida do Planeta Buggy. E está nele desde sempre. Uma pintura primorosa.

Buggy Baby do Fabrício Pires

De Araruama-RJ, o Fabrício deixou-nos cedo demais.

Os amigos lembram dele vivendo intensamente e amando seu Buggy Baby RS.

Buggy Baby do Alexandre Damasceno – RJ

Do Rio de Janeiro, o Alexandre mandou detalhes e algumas fotos do seu Buggy Baby TST 1996

Buggy Baby do Ark – Alexsandro  Correia

O Baby do Ark tem algumas pequenas modificações, como todo buggy que se preza. Parachoques do novo modelo e uma barra entre o santoantônio e o pára-brisas, são duas das mais visíveis… clica na foto!

Conheça os Outros Buggies do Acervo do Planeta

O Planeta Buggy tenta mostrar todos os buggies que já foram fabricados no Brasil. Claro que esta é uma tarefa impossível, mas vamos perseguir a meta de colocar os mais conhecidos, pelo menos!

Clica na imagem abaixo e vais acessar uma página índice com os que já estão por aqui.

Postagens mais Recentes do Planeta Buggy

Deixe um comentário