Você está visualizando atualmente Gaiola de Proteção do Motor do Buggy
Gaiola de Proteção do Motor do Buggy

Gaiola de Proteção do Motor do Buggy

no site em março de 2022

Gaiola de Proteção do Motor do Buggy

Este assunto foi um desafio no Arquivo B #02, de março de 22. Pedi aos assinantes que mandassem dicas e fotos sobre o assunto e aí está o resultado.

Parachoques são necessários e obrigatórios. Em um buggy, fica ainda melhor se a estrutura também servir para proteger o motor de impactos indesejados.

E, claro, ter um bom visual!

A versão inicial deste texto falava sobre o motor boxer, mas pode ser qualquer motor utilizado, já que um buggy é… um buggy.

Antes de Projetar a Gaiola de Proteção do Motor do Buggy

Alguns cuidados básicos precisam ser levados em conta:

  • O protetor não deve reduzir (muito) o ângulo de saída, para não atrapalhar em trilhas com muitas irregularidades;
  • O motor já deve estar com o coletor de descarga instalado. Pode parecer óbvio, mas talvez você tenha ideia de alterar o que está ali agora. Se for partir para um 4×1, certamente o espaço necessário atrás do motor será maior do que se for utilizado um tipo Gurgel 4×2 lateral.
  • Os pontos de ancoragem devem ser bem analisados, para que o protetor tenha função correta e não cause problemas em caso de alguma batida ali. Principalmente, se for colocar uma barra de tração acoplada nele (a “bolota” de reboque).
  • Se for ter algum ponto preso à fibra, que seja para firmar a fibra e não o contrário.

A Escolha do Material

Aço inox? Aço carbono? Qual a espessura e qual a especificação do tubo a ser utilizado?

Aliás, apesar de ser mais fácil e óbvio o uso do tubo redondo, é possível fazer com outros tipos de perfil. Mas tenha em mente que a resistência do tubo redondo é maior, considerando o mesmo peso.

O Daniel Farina (da Farina Automóveis) utiliza tubos de aço carbono Schedule 40 de 1 1/4″, que tem uma parede de 3,65mm, com excelente resistência. E com costura, pois o sem costura custa muito mais caro e não agrega nada, em termos mecânicos. Nem estéticos, já que deverá ser pintado.

Também é possível a colocação de um parachoque “normal”, preso à gaiola de proteção do motor do buggy, para manter o visual original. Um Baby, por exemplo, pode manter seu parachoque de fibra preso à gaiola de proteção.

Projetos

Buggy Baby do Dudu

O primeiro projeto a ser mostrado utiliza tubos e suportes de aço inox. É o Buggy Baby do Carlos Eduardo, o Dudu. E o texto a seguir é do próprio Dudu.

O material usado foi tubo de inox de 41mm. As fixações, chapas de inox com 5 mm de espessura. São bastante customizados, como pode ser visto nas fotos. 

A abertura dianteira para entrada de ar de refrigeração do radiador de óleo determinou o desenho do para choque dianteiro.  

Tanto a frente como a traseira originais foram bastante alteradas. As saias da frente e de trás foram retiradas e os parachoques as substituíram.

Espero que as fotos possam ser úteis àqueles que estão pretendendo fazer algo parecido. Só lembrando que o Baby tem chassis próprio, em treliça quadrada, o que facilita enormemente a solda de qualquer suporte para fixação. Os estribos do buggy estão fixados no chassis.

Buggy FerCar do Chevas

O André é um dos maiores colaboradores atuais do Planeta. Ele mostrou como foram feitos os protetores do motor e da suspensão dianteira, o “peito de aço” no seu Naja One FerCar:

No meu caso, o chassi é tubular, e eu queria fazer algo para proteger o cárter. Então o artista Roberto (mestre do Planeta) fez um bem legal, com protetor de cárter de carros comuns, conseguidos em desmanche, e algumas pranchetas de metal como suportes.

Tudo fixado com parafusos, aproveitando a estrutura que suporta o motor. Esta estrutura (uma espécie de travessa curvada que passa por baixo do motor) é original da Kombi flex e é padrão nos buggys Fercar com esse motor. Mas esse protetor não serve como para-choque, é só para a parte de baixo.

Aproveitando o embalo, fizemos um “peito de aço” para a frente, com protetores de cárter usados também, que serve para proteger a caixa de direção e o tanque de combustível. Foi fixado por parafusos em pequenos suportes soldados no chassi, conforme as fotos em anexo.

Talvez estas ideias ajudem quem queira fazer algo parecido em seus buggies com chassi tubular.

O Velho ’73

O protetor de motor do Velho Glaspac, foi feito pelo Dane Caetano, de Pelotas, com base em fotos da internet.

Apesar de não ter a chapa de proteção inferior, os tubos cruzam por baixo do motor e cumprem esta função. Talvez, se ainda circulasse em trilhas, eu colocaria uma chapa por ali.

Também no Cambão (fabricado pela BRM), foi acrescentada uma chapa metálica para servir de “peito de aço”, além de outra chapa para suporte da placa dianteira, para evitar que fosse arrancada em áreas alagadas, coisa comum de acontecer.

Manx DualSport

Os Buggies fabricados mais recentemente pela Meyers Manx, já vêm com um protetor de motor muito interessante, pois os tubos passam por baixo do motor, como pode ser visto nas fotos a seguir.

Além disso, aproveitam o espaço para colocar o logo da empresa.

Comentário do Planeta

Percebam, nos exemplos apresentados, a importância de estar com o coletor de escapamento já definido e instalado no motor, para que o protetor possa ser dimensionado corretamente.

A solução do Chevas é muito boa, uma vez que o protetor original não abrangia a parte inferior do motor. O uso de protetores comprados em desmanches alivia o bolso e tem um bom resultado prático.

Mais Equipamentos com Tubos nos Buggies

Além do protetor do motor e do “peito de aço”, mais coisas podem ser feitas com tubos em um buggy.

O Planeta tem uma seleção de postagens sobre o assunto. Confere nos links a seguir.

> Estribo ou Barra de Proteção Lateral

Mais do que facilitar a vida de velhos buggistas a entrar e sair do buggy, os estribos (nerf bars em inglês) protegem os pneus e a lateral do buggy em trilhas com obstáculos que podem passar despercebidos pelo piloto, como tocos de árvores e pedras.

> Santoantônio

O protetor dos buggistas não poderia ficar de fora das postagens do Planeta.

> Bagageiro Traseiro

Um bagageiro é um acessório importante em um buggy, para carregar tralhas que vão proporcionar conforto no destino final. E pode ser feito apoiando no protetor do motor visto nesta postagem.

> Cambão

Não saia de casa sem ele! Em passeios e trilhas o cambão pode ajudar aquele amigo que estragou o buggy, sem estragar o passeio. Buggies precisam ter cambão e barra de tração (a bolota). Assim, ninguém fica para trás.

Aliás, é importante fazer passeios meio selvagens na companhia de outros buggies. Sozinho é sempre mais arriscado.

> Parachoques em Buggies

Uma postagem do Planeta fala sobre a evolução dos parachoques, desde os primeiros buggies e quais tipos e modelos se usam atualmente.

Uma página para servir de inspiração para aquela reforma!

Gostou? Encontrou Falhas? Poderia ser Melhor?

Como todas as postagens do Planeta, esta também está aberta a melhorias e correções. 

Manda fotos do teu protetor para melhorar a página! Ou usa o espaço de comentários lá embaixo, para dizer o que achas e o que poderia ser melhor. Fotos para o email beco@planetabuggy.com.br

Desafio do Mês

Esta postagem foi o resultado do Desafio do Mês lançado no “Arquivo B” número 2. “Arquivo B” é a mensagem mensal do Planeta Buggy, enviada para todos os inscritos.

Ainda não é inscrito? Clica na imagem a seguir e conheça. Pode se descadastrar a qualquer momento, utilizando um link na própria mensagem. 

E não precisa colocar dados pessoais, apenas um email e um apelido.

Este post tem 2 comentários

  1. Marlon

    Essa proteção ajuda muito, hein Carlinhos?
    Abcao e ótimo dia a todos vcs!

    1. Beco

      Ajuda, mesmo! E, convenhamos, dá um visual bem legal também. Grande abraço, guri!

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.