You are currently viewing Buggy Pretty Dakar Plus II do Alexandre Neto – RS
Buggy Pretty Dakar Plus II do Alexandre Neto

Buggy Pretty Dakar Plus II do Alexandre Neto – RS

Buggy Pretty Dakar Plus II do Alexandre Neto – RS

Onze anos atrás, encontrei ele meio que abandonado na casa de um senhor na zona leste de Porto Alegre que tinha trazido de Capão da Canoa, (Nota do Planeta: uma cidade praiana aqui do Sul).

A vantagem desse Buggy é que todo o assoalho íntegra a carroceria sendo totalmente de fibra.

Ele não tinha mais os calços do motor e a pintura estava já toda craquelada.

Tinha uns bancos dianteiros fixos de fibra, faróis já enferrujados por dentro, sinaleiras traseiras do Uno e odômetro do Fusca.

Durante os dois anos seguintes, revisei o motor e a caixa que estavam e estão boas, coloquei os calços do motor e da carroceria, refiz todo o sistema de freios.

Troquei os faróis (que são do Escort 87), as sinaleiras traseiras pelas alternativas espelhadas do Uno.

Troquei o tanque de gasolina, passei o sistema de ignição para a eletrônica suprimindo o platinado, coloquei um arranque novo mais forte, troquei o dínamo pelo alternador.

Coloquei um cambão fixo e articulado de Buggy que comprei do Ceará porque na época era difícil de encontrar aqui no Sul.

Encomendei e instalei um odômetro eletrônico com contagiros integrado, sinaleiro e marcador de combustível eletrônicos de um fabricante de Curitiba.

Adaptei e coloquei bancos dianteiros do Chevette, mais estreitos, e uma capotinha listrada feitos em um amigo estofador aqui de Porto Alegre.

Foi instalado um rádio e quatro alto-falantes.

Coloquei quatro pneus novos e mandei fazer uma roda estepe de 3″ de largura (que usa o pneu da Bizz de 14″) com o mesmo desenho das rodas gauchinhas que tinha nele porque a estepe original ficava forçando o capô dianteiro.

Agora já está precisando de pequenos reparos na fibra e um “banho” de tinta.

Como parei de trabalhar, estou em Triunfo/RS, e trouxe toda a minha “frota” aqui prá fora e abriguei num galpão que fiz no terreno do cunhado, onde me divirto lidando com eles.

Agora pretendo participar mais dos grupos desses “brinquedinhos”. Mas já ressalto que não sou colecionador: sou acumulador, pois para ser colecionador precisa de muita grana, coisa que não tenho.

O 147 foi o meu primeiro carro zero e já rodou mais de um milhão de km.

O Puma comprei em 1990 de um colega da Emater e estava acabado e fiquei fuçando durante uns três anos prá ficar em condições mínimas de rodar e após sim, fiz uma reforma geral prá deixar do jeito que queria.

Alexandre Yugueros Neto

Comentário do Planeta

Os puristas podem dizer que não é um buggy “de verdade”. Eu acho que o Pretty Dakar Plus II do Alexandre Neto é um buggy com um estilo muito próprio, mais confortável pois tem portas… se o carro e o dono têm o “espírito buggista”, então o carro é um buggy, mesmo que não pareça com um!

E nós, buggistas e acumuladores, gostamos mesmo é de fuçar nos nossos carros, não é mesmo? O Planeta Buggy mantém uma página com dicas e informações sobre como manter e customizar os nossos buggies. Dá uma olhada lá na página “Mão na Graxa“! E… divirta-se!

Ficaram muito boas as lanternas também. Queres saber mais alguma coisa sobre lanternas (sinaleiras) em buggies? O Planeta já fez uma postagem sobre isso!

Conheça outros Pretty no Planeta Buggy

Clica aqui ou na imagem abaixo para ver os Pretty Calhambeque e os Pretty Dakar, além do Pretty Dakar Plus II do Alexandre Neto, que estão aqui no Planeta.

Sabe alguma coisa interessante sobre este (ou qualquer outro) buggy? Manda para nós, ali embaixo nos comentários, no Fórum do Planeta Buggy ou no Grupo do Planeta Buggy no Facebook

Deixe um comentário