Mais 7 presentes para buggistas
Garrafas da Stanley

Mais 7 presentes para buggistas

Mais 7 presentes para buggistas – Recados do Buggyman #22

Em uma nova sugestão de presentes, colocamos uma seleção um pouco mais cara que a anterior, para aquele(a) buggista amado(a) (planetário, mostre este post para sua esposa ou namorada ou vice-versa). Não viu a anterior? Clica aqui.

1. Caixa de som portátil

Algumas opções interessantes estão disponíveis no mercado brasileiro. Enquanto algumas têm entrada para cartão de memória e até rádio FM, outras são apenas bluetooth, o que não chega a ser um problema, pois a gente está sempre com o celular por perto.

A Anker SoundCore Mini 2 é uma caixa muito pequena, que promete funcionar por até 15 horas com uma carga de bateria. Vi alguns reviews e eles são positivos, embora sejam categóricos em afirmar que é uma caixinha pequena e que tem som de caixinha pequena… Comprei uma e posso dizer que o som é muito forte para o tamanho dela, afinal, são 6W RMS! Não sei se vai dar para escutar no buggy sem capota e com o barulho do motor. Mas… teste em breve!

Mais 7 presentes para buggistas
Anker SoundCore Mini2

Sem dúvida, a melhor fabricante de caixas bluetoth é a JBL. Existem algumas opções, desde pequenas até outras maiores. Mas não faz muito sentido ter caixas muito caras para carregar no buggy. Uma com boas informações nos canais do YouTube que fazem estas avaliações, é a JBL Go2. Tem uma potência um pouco menor que a Anker Mini2, mas é JBL e o preço é praticamente o mesmo…

mais 7 presentes para buggiestas
JBL Go2

E tem outro modelo, JBL Flip 5, com mais potência (20w), mas quase quatro vezes mais cara. Estes são apenas dois dos modelos JBL. Claro que tem vários outros, mas com valores bem maiores. Se for buscar no Mercado Livre, preste atenção ao produto. JBL é a marca mais falsificada. Se estiver muito barato, não compre!

Mais 7 presentes para buggistas
JBL Flip5

2. Velocímetro por GPS

Buggies são derivados de Fuscas e Brasílias e nem sempre tem o mesmo diâmetro de pneus, fazendo com que o velocímetro instalado no buggy tenha um nível de erro bem grande.

Quando sabemos qual é este erro, ok, já estamos resolvidos, mas nem sempre nos damos conta da velocidade real e pode acabar em multa de radar por este Brasilzão afora, cheio destas coisas nas ruas e cidades.

A solução? Um velocímetro que funcione com sinal de GPS. Simples de instalar (na verdade, é só ligar nos 12V) e pronto! O buggy tem um velocímetro confiável. Na hora de comprar, prefira algum que seja à prova dágua ou, pelo menos, resistente à água. Os modelos para motocicletas ou barcos podem ser mais interessantes para usar no buggy. O custo deve sair dos 400 reais até 700 aproximadamente. Cuidado para não comprar um HUD (heds up display), que tem o painel invertido para refletir no parabrisa.

3. Painel eletrônico

Esta é uma possibilidade muito boa de adaptação em um buggy. Painéis que, originalmente, foram desenvolvidos para motos, mas que podem ser instalados em carros. Na hora da compra, é só escolher o máximo de rotações que irão aparecer. O velocímetro é ditigal e tem outras informações, como combustível, luzes espias, etc. Muito legal, embora a instalação não seja exatamente plug and play, mas qual planetário não gosta de uma coisa dessas para fuçar e montar?

Tens alguma dica de marca/fornecedor? Avisa nos comentários abaixo!

 

mais 7 presentes
Painel eletrônico

4. Capa protetora do Buggy

Principalmente para os que moram no Sul, que usam pouco ou quase nada durante o inverno, uma capa protetora ajuda bastante, para poder sair, sem se preocupar com aquele pó sobre o buggy e, principalmente, sobre o banco do buggy.

Existem dois tipos de capas, uma para uso em garagem (interno) e outro para uso externo. Atenção para estas, que devem ter proteção interna de tecido, para não colar na pintura em dias muito quentes. Aliás, uma boa solução é colocar algumas pequenas caixas de papelão sobre algumas partes do buggy, para manter a capa um pouco afastada da pintura.

Comprei a minha na loja do BIG, em Pelotas. Mas tem em qualquer canto. Para buggies, escolha o tamanho pequeno, claro…

Há também a possibilidade de fazer uma sob medida com algum estofador da sua cidade. Aí, dá pra escolher o tecido, a cor e, quem sabe, bordar (ou pintar) a logo do seu buggy ou seu nome, algo assim.

5. Mesas e cadeiras

Quando falamos em cadeiras de praia, imaginamos aquelas tradicionais, dobráveis, de alumínio ou ferro. Mas, apesar de serem “dobráveis”, ocupam muito espaço em um buggy, que já tem pouco. As cadeiras que sugerimos como presente para um buggista, são realmente dobráveis e podem ser colocadas em um saco e são bem mais confortáveis. Tem mesas com o mesmo sistema e, apesar de não serem muito fortes, ajudam bastante como apoio. Como exemplo, as seguintes, do fabricante Guepardo, facilmente encontradas em lojas de artigos de camping. Encontrei uma cadeira da Nautika, na Amazon, onde também tem a mesa da Guepardo. Serve para ter ideia do valor e comprar na tua cidade mesmo.

6. Garrafas térmicas

Sair sem uma garrafa de hidratação é pecado capital. Tem muitas opções no mercado e nunca são demais em uma trilha. Logo, se seu buggista favorito já tem, não importa, ele vai gostar de ter mais uma!

O Planeta recomenda a marca Stanley, que conserva gelados e quentes por um tempo muito grande. Se colocar apenas gelo nas garrafas, ele chega a durar três dias! Ou seja, uma garrafa para levar gelo, outra com água gelada e que pode ser reabastecida com o garrafão plástico de água mineral que o cara levou junto e, claro, com algum gelo da outra garrafa. Pronto, já está em condições de circular um dia inteiro sem problemas de hidratação.

Na Amazon, encontrei as três garrafas mais interessantes, a tradicional, de um litro, que tem uma rolha e uma tampa que serve de copo, e as para hidratação, a maiorzinha, de 621ml, que tem uma tampa dupla,  para abastecer e para beber e a menor, de 473ml que é interessante para carregar, pois é mais leve, obviamente e porque pode ser utilizada apenas com uma mão, já que tem abertura acionada com o dedo, na tampa. Tem outros modelos da Stanley, mas estas são as que achei as melhores para carregar.

Em um bom supermercado, vais achar estas garrafas, também.

Para líquidos quentes, recomendo a tradicional, mais segura.

Como sempre, consulte mais de um vendedor. A própria Stanley tem um site com vendas diretas. Alguns até mais baratos que na Amazon, outros um pouco mais caros. É preciso consultar para fazer uma boa compra, sempre observando o valor do frete.

E por que eu recomendo a Stanley, apesar do custo ser bem mais alto que outras? Ela é muito melhor que qualquer uma no mercado, mas tem mais, tem o atendimento deles. Vou contar uma historinha pra vocês. Eu comprei as garrafas em um Wallmart nos EUA e uma delas, a pequena, deu um problema. Ao desmontar para limpar, alguém perdeu uma molinha interna e, claro, não funcionava mais o sistema de vedação e a garrafa estaria imprestável. Liguei para a Stanley brasileira, na esperança que eles tivessem a mola para vender. Eles, mesmo sabendo que a garrafa tinha sido comprada no exterior há mais de um ano, mandaram, sem custo, uma nova tampa para mim. Não é para virar fã? Só pediram uma foto para confirmar o modelo. E, provavelmente, para ter certeza que era uma Stanley…

mais 7 presentes
Garrafas da Stanley

7. Caneca personalizada

Que tal dar um presente personalizado com aquela foto do buggista e seu buggy?

Existem várias empresas que fazem este tipo de trabalho e, com certeza, na tua cidade tem alguém ou alguma empresa que faz sob encomenda. São baratas, mas é um presente que fará muito sucesso, com certeza.

Não só canecas, mas outros produtos personalizados podem ser montados e presenteados, como camisetas, lenços e até adesivos. Ou, quem sabe, um fotolivro da última trilha?

Este post tem 2 comentários

  1. Roberto Lee

    Gostei. Parabéns!!!

Deixe uma resposta