Como fazer um Fusca Baja
Lateral

Como fazer um Fusca Baja

Apresentação do artigo

Em 2007, o Planeta recebeu autorização para traduzir uma página sobre como montar um Fusca Baja do zero!  O dono deste baja já vendeu-o e partiu para outros projetos e a página original já não está mais no ar. 

A página é um verdadeiro manual de como fazer um Fusca Baja ou Baja Bug. Com muito material, mas nada sofisticado. Com estas informações, algumas ferramentas e muita transpiração, teu Baja vai estar pronto em pouco tempo! 

Infelizmente, perdi completamente o contato com o autor desta página, já que a página está fora do ar e os emails foram trocados. Espero que a autorização permaneça em pé! hehehe

The making of the USA Baja Bug

by Dean Varton, Duvall, WA

Após passar os últimos 15 anos trabalhando com fuscas, decidi escrever algumas de minhas experiências sobre a criação de Baja bugs e carros especiais sobre fuscas, também conhecidos como kit cars.

Kits de Fusca Baja

A primeira coisa que alguém precisa saber para montar um kit, é que as companhias que fazem estes kits deveriam tentar montá-los, antes de vendê-los (isso vale também para os kits brasileiros!). Ainda vou encontrar algum kit (de baja ou qualquer outro) que encaixe perfeitamente no carro. Eles não dizem a quantidade de trabalho necessário para instalar e deixar com um bom aspecto final.

Eu comprei um kit de baja do Mark V Fiberglass. Eles são supostamente os melhores que existem, mas, para mim, o kit não se encaixa tão bem como qualquer outro. Eles me disseram, por telefone, que são fornecedores da Bugpack e que seriam os únicos que ainda fazem o kit “wide eye baja”. Isto pode ser ou não verdade, mas o que eu aprendi foi a quantidade de trabalho que o kit deles precisa para ser finalizado. Eu penso que alguém da indústria tem que voltar à prancheta de desenho e recriar estes kits, e fazer esta maldita coisa fixar-se corretamente ao carro. Quem sabe um capô que possua ângulos que possam vedar corretamente ou, pelo menos, permita que um vedante seja colocado nele. Que tal um conjunto de instruções que não tenha sido fotocopiado tantas vezes que você mal pode ler o que está impresso. E PAREM de fotocopiar fotos coloridas! Você não pode ver nenhum detalhes nelas. Esta é a época dos computadores e das publicações eletrônicas que qualquer um pode ter em casa. Recriem sua publicações de maneira que NÓS, os consumidores possamos utilizá-las.

Outras coisas que eu gostaria de ver, são gabaritos e medidas corretas. Eu acho que a indústria criou estes kits na década de 60 e ninguém mais teve algum trabalho para refazê-los corretamente.

Instalação do kit de Fusca Baja – Baja Bug

Ok, chega de bater nos fabricantes de kits. Vamos falar sobre a instalação destes kits. Vou usar algumas de minhas fotos para ilustrar alguns dos problemas que você poderá ter ao instalar um kit de baja. Minha preferência pessoal recai sobre os fuscas até 1970, modelos Standard. Esqueça os Super Beetles. As estruturas da suspensão dianteira não são adequadas para o fora de estrada. (Nota do Planeta: o autor refere sua preferência aos fuscas tradicionais, categoria onde se enquadram todos os fabricados no Brasil. O Super Beetle é um modelo que não foi fabricado por aqui e tem a suspensão dianteira McPherson).

A primeira coisa a fazer é selecionar um kit. Existem muitas opções, mas as mais comuns são as seguintes:

Escolha o kit que lhe seja mais atraente. Estes kits vêm em uma infinidade de opções, como pára-lamas mais largos, fiberglass mais grosso frente em peça única, etc.

Eu realmente não tenho nada a reclamar da qualidade da fibra de vidro da Mark V. Eu encomendei a extra grossa (ajuda a resistir a fraturas e quebra um pouco menos). Provavelmente, vou comprar outro kit deles, mas não seus acessórios. Você pergunta-se a razão disso? porque eles não fixam-se corretamente ao kit deles. Imagine isto! Eu compro um baja kit, estribos (side bars), gaiola do motor (engine cage), pára-choque dianteiro e mais alguns acessórios, e eles NÃO COMBINAM!

Os estribos não podem ser colocados no carro, porque os pára-lamas interferem neles. Eu precisei cortar os pára-lamas para conseguir fixá-los. Você pode dizer que isto não é um grande problema e provavelmente está certo, mas eu já estava com os pára-lamas pintados e instalados e os estribos pintados com epóxi pó antes de encontrar este problema. Novamente, nenhuma instrução detalhada com o kit.

A gaiola do motor é boa. Ela combina corretamente com o carro, mas eu instalei um kit para firmar melhor a transmissão e os suportes não deixaram a parte inferior da gaiola ser instalada corretamente.

O pára-choque dianteiro não pode ser instalado diretamente, pois você precisa checar isto, ANTES de instalar a parte frontal do kit. Se esta parte for instalada com um ângulo incorreto, seu pára-choque não irá encontrar-se com seu suporte. Eu precisei lixar um pouco da fibra para conseguir este encaixe.

Estas são algumas das dores de cabeça que você vai ter para instalar seu kit.

DICA – Aqui está minha primeira dica para instalação do kit: coloque tudo no lugar definitivo, antes de fixá-los permanentemente, pintar ou fazer qualquer outra coisa. Isto inclui os painéis de fibra de vidro, pára-lamas, pára-choques, estribos, rodas, capô, etc. Abra e feche as portas e capô, movimente a direção até seus limites nas duas direções e não faça nenhuma instalação com o carro sobre macaco ou elevado. Deixe o carro no chão com a suspensão definitiva instalada. Uma falha poderá causar uma medida incorreta.

Se você está interessado em comprar um kit da Mark V, cheque o site deles, aqui (o Planeta manteve o link porque é interessante conhecer os kits deles).  Lembre-se que eles fornecem à Bugpack, portanto, pode ser que faça alguma economia comprando diretamente.

Estas fotos são de meu Fusca 1976, com um kit baja wide eyes (faróis nos paralamas) de sete peças instalado. Estas peças consistem em quatro pára-lamas, capô dianteiro, frente e asa traseira. Este kit vem com instruções que são melhores que a maioria, mas eles poderiam se esforçar um pouco mais.

Desmontando e cortando o Fusca para fazer o Baja

Agora vamos falar de algumas coisas que você vai precisar fazer para instalar seu kit e ter um bom visual. Primeiramente, você precisa retirar os seguintes itens:

  • Pára-choques dianteiros e traseiros
  • Suportes dos pára-choques
  • Capô dianteiro e capô do motor
  • Os quatro pára-lamas
  • Motor

Uma vez que estes itens foram removidos, você está pronto para fazer as medições e iniciar os cortes. Você precisa deixar o carro preparado para receber o kit de baja, cortando a saia dianteira central (front apron, em inglês). Eu usei uma serra tico-tico reta, mas já vi fazerem este mesmo trabalho com uma serra circular pequena ou com uma tesoura a ar. Siga as instruções que vieram com seu kit, pois elas podem variar de fabricante para fabricante.

DICA – Eu recomendo cortar a menor quantidade de metal possível e ir checando o encaixe com as peças de fibra de vidro. Você sempre pode cortar um pouco mais, mas se cortar demais…

Continue checando o alinhamento e o encaixe do capô com a saia dianteira central. Use uma caneta marcadora para desenhar as linhas e fazer marcas de alinhamento. Assegure-se de garantir que há espaço para o pára-choque dianteiro, se você vai colocar um. Faça isto, antes de fixar a saia dianteira de fibra. Uma vez que a dianteira está do jeito que você quer, pode fixá-la ao carro. Eu sou uma pessoa que tem a segurança em primeiro lugar. Então, faço algumas coisas para garantir segurança em caso de alguma batida dianteira. Lembre-se que você está removendo uma grande quantidade de metal da dianteira do carro, que é usada para reduzir as conseqüências de um impacto de frente. Eu uso algumas peças de tubo quadrado (metalon), soldando-as na frente e ajudando a segurar as laterais do carro e uma placa de aço (18″) de reforço, soldada na carroceria de aço e aparafusada na frente de fibra. Soldando estas peças, é feito um retângulo perfeito de reforço para a dianteira do carro.

Começando a montagem do Baja

Depois que as soldas estão prontas, e depois de exaustivas medições, a frente de fibra foi aparafusada na carroceria. A segunda foto, mostra a parte externa desta fixação.

As porcas ficam para dentro do carro. Eu gosto de utilizar arruelas de nylon. Você não precisa arruelas de pressão nesta peça, mas você deve usar arruelas lisas dentro e fora. Tenha cuidado de não apertar demais ou poderá causar trincas na fibra de vidro.

DICA – Uma vez que a saia dianteira esteja no lugar, preencha os espaços com espuma rígida de poliuretano. Você pode comprar uma lata (spray) em qualquer ferragem. Este produto é excelente para selar e preencher os espaços, colando a peça de fibra ao aço e ajudando a evitar a entrada de água e sujeira no porta-malas. Este produto cola facilmente em qualquer coisa, portanto, tenha cuidado.

Uma vez que a espuma endureça (uma noite), o excesso pode ser cortado com um estilete.

Se o espaço a ser preenchido for superior a 1″ (2,5cm), recomendo que seja feito o preenchimento com fiberglass. Eu fiz o preenchimento inferior, onde a saia encontra a lata, com fiberglass. Deu aproximadamente 3″ (7,5cm) de preenchimento, então fiberglass foi a melhor opção.

Preenchimento com espuma

Uma vez que a saia dianteira esteja no local definitivo, você pode começar a fixar os paralamas.

Você precisa abrir os furos dos paralamas (nenhum kit vem com eles pré-furados). Segure o paralama no carro, para marcar os pontos para furar. Fure um de cada vez. Comece furando no topo do paralama e na parte de baixo de cada um dos lados. Prenda o paralama antes de continuar a furar. Se você der apenas algumas voltas nos parafusos, verá que eles poderão não estar alinhados quando você for apertá-los todos. Você precisa apertá-los firmemente e tirá-los várias vezes. Isto vai assegurar uma perfeita união e eliminar a necessidade de alongar os furos.

Os últimos dois furos na parte dianteira do paralama, deverão ser feitos através do paralama, propriamente e da carroceria. Assegure-se que os outros parafusos estão no lugar e bem apertados, antes de fazer estes últimos dois furos e prender o paralama na carroceria. Aqui, novamente, use porcas auto-travantes de nylon com arruelas ou arruelas lisas e de pressão. As arruelas vão ajudar a manter as partes unidas, pressionando uma área bem maior.

Detalhe dos parafusos de fixação do paralama
Parafusos com porcas auto-travantes

O próximo passo será determinar se você quer os faróis nos paralamas ou montados em algum outro lugar. Um grande número de pessoas não gostam do peso extra nos paralamas, por causa das trincas quando num offroadin radical. Todavia, eu nunca tive problemas com eles instalados nos paralamas. Um grande número de pessoas gostam de montar os faróis na barra de proteção dianteira (quebra-mato). Isto pode ser bom, desde que você não os deixe muito próximos ao solo, onde arbustos podem danificá-los.

Muitas pessoas me pergundam como eu montei os faróis nos meus paralamas e onde eu consegui os aros cromados para colocar no baja. Bem, eu paguei US$ 40.00 pelos suportes de faróis em plástico ABS, com anéis cromados, somente para descobrir que eles não encaixam. Aqueles suportes NÂO se encaixam nos paralamas do baja. E isso não está escrito em lugar nenhum…

DICA – Lembre-se duas coisas sobre Fuscas. 1. Não existe peça de reposição da armação do farol original. 2. Não existe peça de reposição para o freio de mão e alavanca de mudanças (nota do Planeta: no Brasil, se consegue). Lembre-se disso e vocês não vão ter os problemas que eu tive.

Eu vendi as peças em plástico ABS dos faróis através do ebay e decidi usar as armações originais dos faróis e os anéis cromados. Estas peças em ABS eram muito grandes para serem colocadas na área tão bem formada nos paralamas (um belo design). Chequei as armações originais e elas encaixaram perfeitamente, então eu iniciei o corte do círculo nos paralamas.

Corte do espaço para o farol
Corte para o farol no paralama

DICA – Corte um círculo um pouco menor que as dimensões da armação. Você precisará ajustar muito bem para ter um bom resultado.

Eu usei um bit especial de fiberglass em minha furadeira elétrica para fazer os furos. Use um caneta para marcar e não corte demais. A armação dos faróis não é completamente redonda e você verá furos na parte externa. Marque quatro furos igualmente espaçados. Isto vai ajudar você a fazer os furos na fibra, para segurar a armação. Não corte fora a fibra, onde estão estes furos. Marque-os com uma caneta, enquanto encosta a armação no paralama. Você pode desmontar a armação para conseguir deixá-la mais próxima ao paralama enquanto marca os furos.

A armação dos faróis não é redonda. Observe os furos
Atenção - os furos não são redondos

Uma vez que você tenha furado corretamente para a armação ficar ajustada, e você tenha feito os furos, você pode montar a armação. Eu usei parafusos de aço inox, juntamente com porcas auto-atarrachantes de aço inox e nylon. Eu selecionei parafusos allen. Isto permite uma mínima interferência com o cromado do aro do farol e com as outras partes da armação. Lembre-se de usar arruelas de aço inox com as porcas, na parte de trás do paralamas.

Faróis na Frente do Baja
Parafusos de aço inox prendem a armação dos faróis. Use quatro em cada farol

Outra excelente razão para usar as armações originais dos faróis, é que você pode ajustar os faróis uma vez instalados. Aquelas unidades de ABS não permitem isso e vibram muito.

Quando pronto, vai ficar parecido com este

Depois que tudo estiver montado e com boa aparência, você vai precisar fabricar um suporte para prender o aro cromado no lugar. Corte duas peças de metal com 1/8″ de espessura para ser usada como suporte. Cada peça deverá ter aproximadamente 1″x1″ (2,5cm x 2,5cm). Solde-as em formato de “L” e então solde-as no suporte, para que o aro cromado possa ser fixado. Quando você tentar fixar o aro cromado sobre a armação e o farol, você verã que o aro poderá ficar baixo na frente. Você precisará tentar acomodar o ângulo das duas peças de metal.

Peça de metal para o farol do Baja
Suporte para o farol

A parte superior deve ficar um pouco para frente e para baixo, enquanto a parte lateral (horizontal) fará um ângulo para frente. Somente a parte de baixo será soldada na armação do farol. Eu sei que isto é meio confuso. Vou tirar uma foto e você poderá entender melhor (NT = ele não tirou a foto e eu também não entendi direito…). Você também pode dobrar um pouco a peça depois de soldada, para ficar melhor.

Depois que suporte estiver soldado no lugar, pegue o aro cromado e faça um furo através dele e do suporte. Use um parafuso de aço inox, auto-atarrachante, para não enferrujar e para fixar o aro no suporte. Não dá para colocar uma porca atrás do aro cromado, portanto, tem que ser o parafuso auto-atarrachante. Uma vez que a parte de cima está pronta, prepare a parte de baixo da mesma maneira. Use um parafuso longo e somente aperte o necessário.

O resultado final deverá ficar parecido com o original do Fusca.

Uma vez que você saiba exatamente onde quer os piscas montados, marque com fita adesiva o local nos paralamas, onde deverão ficar os parafusos. Coloque a base dos biscas no paralamas e pressione firmemente. Isto irá marcar a fita. Com a furadeira, faça os furos nos locais corretos.

Note o furo para os fios e os dois pequenos furos para os parafusos
Note o furo para os fios e os dois pequenos furos para os parafusos

Agora, você deve ter os paralamas e a frente devidamente instalados. O próximo passo é o capô. Este é o mais fácil de instalar, mas o mais difícil de ajustar. Primeiro, remova as molas das dobradiças do capô. Isto é recomendavel, porque o uso constante acabará trincando seu capô. Eu cortei as molas com uma serra elétrica.

Uma vez que as molas estejam fora, instale seu novo capô de baja com quatro parafusos, oito arruelas lisas e quatro arruelas de pressão. Talvez você precise alguma ajuda para isto. Mantenha os parafusos frouxos, para que você possa ajustar a folga para frente e para trás, para cima e para baixo. Abra e feche o capô e aperte os parafusos quando achar que está bom.

Todos os capôs de baja precisam ser aparados nas bordas que se encontram com o parabrisas. O único aviso que eu posso dar é abrir, fechar e aparar e repetir. Eu usei uma caneta de feltro para marcar as áreas que precisavam ser aparadas. Eu usei minha esmerilhadeira 4 1/2″ com disco de lixa 36, a 30.000 rpm, para aparar a fibra. Assegure-se que você está aparando o suficiente, para a colocação da borracha de vedação, se você decidir usar uma. É preciso aproximadamente 1/8″ para ter espaço suficiente para a borracha de vedação.

note o espaço deixado para a borracha de vedação
note o espaço deixado para a borracha de vedação
Continue checando e aparando até que o capô fique perfeitamente ajustado. Eu optei por segurar o capô com os ganchos de borracha comuns. Eles tendem a quebrar…
observe a posição do gancho de borracha na frente do baja

Novamente, usei pequenos parafusos de aço inox com arruelas lisas, arruelas de pressão e porcas, para fixar estar partes. Como você pode ver, um dos ganchos de borracha quebrou logo que tirei da embalagem.

posição dos ganchos do portamalas do Baja
Posição dos ganchos de borracha

Assegure-se de checar e re-checar a colocação destas peças, antes de furar.

Agora você já deve ter os paralamas dianteiros, a saia dianteira e o capô no carro. A única coisa que falta a fazer é a colocação dos paralamas traseiros e da asa, se você decidir usar uma.

Os paralamas traseiros são fáceis de instalar. É só marcar os furos no paralama e furá-los. Outra vez, eu recomendo furar um ou dois, prender o paralama no carro, marcar e furar o resto. Se você furar todos de uma vez, provavelmente vai ter que alargar os furos.

Paralamas traseiros do Baja
paralamas traseiros instalados

Eu recomendo usar parafusos novos, com arruelas lisas de inox ou zincadas para prevenir o aparecimento de ferrugem. Eu gosto do visual das lanternas do ´71 montadas nos paralamas traseiros. A maioria das pessoas não gostam de lanternas, por causa do peso extra e das fissuras que aparecem no off road. Eu nunca tive este tipo de problemas, portanto eu monto-as lá.

Mais uma vez, pegue o refletor das lanternas e use um marcador de feltro para marcar os furos de montagem e o furo da fiação. Eu fiz um furo de 1/2″ para a fiação.

Assegure-se que você mediu e alinhou as luzes de ambos os lados, antes de fazer os furos.

outra visão da traseira do Baja
Traseira montada com as sinaleiras do Fusca

Uma vez que os paralamas estejam montados, marque onde eles acabam na parede da lataria. Você deverá cortar fora a saia traseira a partir deste ponto. Eu gosto de cortar reto para baixo, para deixar mais aço para proteger os carburadores. Muita gente corta fora toda a área deste triângulo e deixa os carburadores expostos na área da roda traseira.

Uma vez que os paralamas estejam montados, marque onde eles acabam na parede da lataria. Você deverá cortar fora a saia traseira a partir deste ponto. Eu gosto de cortar reto para baixo, para deixar mais aço para proteger os carburadores. Muita gente corta fora toda a área deste triângulo e deixa os carburadores expostos na área da roda traseira.

A última coisa a fazer, é montar a asa traseira. Eu gosto de usá-la, principalmente porque ajuda um pouco a manter a água e detritos fora dos carburadores. E eu acho que o visual fica melhor olhando de traseira. Eu uso uma borracha “U” para colocar nas bordas da asa, antes de posicioná-la nas calhas de chuva. Você precisa alinhar a asa traseira com o ponto onde o paralama traseiro encontra a abertura da roda.

Uma vez que as linhas da carroceria pareçam satisfatórias, você pode aparafusar a asa. Eu uso parafusos de aço inox com cabeças sextavadas. Phillips ou cabeças de panela sempre acabam espanando e você poderá ter que remover a asa de tempos em tempos para trabalhar no motor. E acho que estes parafusos fazem um bom trabalho. Eu furei através da asa de fibra e através do painel de aço entre a janela e a calha de chuva. Dois parafusos de cada lado são suficientes.A última coisa que faço para ajudar a sustentar a asa, é instalar dois braços de aço dobrados em 90 graus na traseira da asa, para sustentar a borda inferior. Um parafuso atravessa a parede de aço e outro prende a parte de baixo da asa. Isto ajuda a reduzir as vibrações e segura os lados direito e esquerdo.

A única coisa que faltou é uma pintura com gráficos e você está pronto para a estrada. Eu espero que este documento possa ajudá-lo a instalar um kit e ter o teu Fusca Baja. Divirta-se

1
Deixe um comentário

avatar
1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
0 Comment authors
Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
trackback

[…] Como fazer um Fusca Baja […]

Fechar Menu