Caster do Buggy
foto: Arquivo BRM Buggy - BRMs no Caribe

Caster do Buggy

Caster do Buggy – o que é?

Caster é o ângulo formado pelo pino mestre da roda dianteira em relação ao solo. Nos Fuscas, este ângulo é bem próximo de zero e o projeto explica isso. É um carro projetado para andar em baixas velocidades, ter uma direção relativamente leve e nunca pensaram que poderia ser rebocado com um cambão…

Com estas características, ao ser encurtado, ter suspensões com diferentes alturas, rodas enormes na traseira, o projeto original deixou de ser atendido e os problemas começam a acontecer.

Estamos falando dos buggies tradicionais, feitos com chassi do Fusca, claro. Estes problemas de caster foram percebidos há bastante tempo e corrigidos nos chassis atuais, que já foram projetados para estes usos.

Nos Fuscas mais antigos, com suspensão de pino, fica mais fácil entender, já que o ângulo do caster é definido pelo ângulo entre o pino mestre e o solo. Nos mais recentes, de pivô, seria uma linha imaginária traçada entre o pivô superior e o inferior.

Problemas com um Caster errado

Imagine um carrinho de supermercado. As rodas dianteiras sempre estão apontando para a frente, justamente porque elas têm um caster positivo muito alto. Se fosse um caster zero ou negativo, seria praticamente impossível passear com eles entre as gôndolas. Claro que nos carrinhos de supermercado, como as rodas giram 360º, isso não acontece nunca. Não é o caso dos nossos buggies.

Você já deve ter ouvido reclamações de buggistas reclamando que, ao tracionar o buggy com um cambão, ele não obedece nas curvas ou, quando faz, não retorna as rodas para a frente. Este é um efeito do caster do buggy zerado ou próximo disso.

Este ângulo altera-se sempre que a parte de trás do buggy se levanta. Ou seja, quando se coloca um conjunto de rodas e pneus de maior diâmetro na traseira (o que é normal nos buggies), o ângulo de caster do buggy fica menor, ocasionando os problemas que relatamos.

Este efeito é acentuado pela redução do entre-eixos do buggy em relação ao Fusca. É como se, no Fusca, fosse colocada uma roda muito maior que a dos buggies na traseira.

Com o caster próximo de zero ou negativo, o buggy fica com a direção muito leve mas precisando de contínuas correções de rumo. E, em velocidades mais altas, fica quase impossível – e perigoso – de dirigir. 

Com o caster do buggy errado, puxá-lo com o cambão é tarefa complicada, pois ele não mantém a direção correta em curvas e após elas. Portanto, é algo a ser corrigido, com certeza.

Repara na foto abaixo. Nota-se claramente que o chassi tem uma inclinação para a frente, causada pela diferença do diâmetro das rodas dianteiras e traseiras. Agora, imagina o eixo traseiro deles uns 30cm mais comprido e vais perceber que, se fosse um Fusca, a roda traseira teria que ser ainda maior para ter esta angulação. Outra coisa importante de se notar, é que a manopla (munheca) do cambão está perfeitamente horizontal.

Claro que estes são BRM, buggies que tem chassi próprio e que já foram projetados para esta configuração. Mas, neste post, estamos falando de buggies com chassi de Fusca que ainda são a maioria em circulação, pelo menos no Sul e Sudeste (estas coisas são eternas!). E mesmo os que tem chassi próprio, em algum momento podem ter problemas de caster do buggy, com a troca de pneus, ou até com a reforma de alguma coisa ligada à suspensão.

Caster do Buggy - problema e solução
foto: Arquivo BRM Buggy - BRMs no Caribe

Corrigindo o Caster

A solução para este problema de erro no caster do buggy, é bem simples. Basta alterar a posição do quadro da suspensão dianteira, em relação ao solo. 

Isso se faz colocando um pequeno calço sob o tubo inferior do quadro de suspensão, fazendo com que o pino mestre altere seu ângulo em relação ao solo (caster do buggy).

No Velho’73, tem um casquilho de motor em cada lado. Existem alguns calços à venda, mas os casquilhos resolvem e têm em qualquer oficina.

Outra possibilidade é pegar um cano de ferro de meia polegada, com 3mm de parede, com uns 5cm de comprimento e cortar ao meio. Vais ter as duas “meia-cana” necessárias. Talvez seja necessário algumas batidinhas para ajustar ao formato do tubo da suspensão. 

O primeiro passo é afrouxar os quatro parafusos que prendem a suspensão dianteira.

Depois, sem retirar os parafusos, coloca-se os calços, um de cada lado, próximos aos parafusos.

Aperta tudo e sai para testar para ver como ficou o caster do buggy. Pode ser que precise um calço maior ou menor. Normalmente a espessura dos casquilhos é suficiente, algo em torno de 3mm. 

É algo que pode ser medido em um equipamento de alinhamento, mas que também pode ser acertado na tentativa e erro.

Provavelmente, não será necessária a troca destes parafusos, pois o comprimento deles é suficiente para acomodar este calço. Mas, se precisar trocar, lembre-se que estes parafusos não são comuns, mas feitos de aço especial. 

A imagem a seguir mostra calços feitos pela Empi, chamados pelos gringos de “caster shim”. É possível encontrar no Mercado Livre mas, como sempre, tenha cuidado com os vendedores, analise antes de comprar.

Caster do Buggy

Cambão – o vídeo

O Planeta fez um pequeno vídeo para mostrar os cuidados que se deve ter ao rebocar um buggy pelo cambão. Não é um primor de produção, mas vídeos tem mais alcance que sites nos dias atuais. E tudo é válido para divulgar a cultura buggista!

Dá uma olhada por lá!

Mais assunto de mecânica de buggies

O Planeta Buggy coleciona há mais de 20 anos, muitas dicas e informações interessantes sobre mecânica de buggies.

Muitas coisas ainda estão na página antiga do Planeta, mas alguma coisa já foi “transplantada” para este novo site, que tem melhor leitura em celulares. 

Visita a página central das mecânica de buggies. e a de customização de buggies.

O Planeta também tem uma página sobre cambão, tipos e usos, que dá as dicas necessárias para uma condução segura de seu buggy no cambão.

 

5 2 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
2 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Marlon

Muito boa matéria, não sabia desse lance do caster….

Petrônio Marques

Agora entendo o comportamento do meu buggy, ele precisa de constantes correções no asfalto. Vou mexer logo nisso, pois casquilhos não me faltam.

Muito obrigado.

Last edited 20 dias atrás by Petrônio Marques