Bagageiro de teto
Carregado e seguindo meu caminho...

Bagageiro de teto

por David Helland

A origem deste artigo

Este texto estava no site do Manx Club e foi traduzido para o português, em agosto de 2000, para que os planetários tivessem oportunidade de fazer o seu bagageiro de teto ou pegar algumas dicas do processo para outras coisas.

Esta semana, navegando pela web, descobrimos que o David Helland faleceu em 2008, em um acidente de avião, aos 60 anos de idade. Nos entristece saber de seu falecimento, mesmo que nosso contato tenha sido de apenas um mail, no qual ele autorizava a tradução de um outro artigo.

O artigo original foi deletado do seu local original, então o Planeta resolveu colocar aqui no novo site, como uma homenagem a um cara que realmente gostava de buggies.

Bagageiro de teto “Rack de alumínio” – como fazer o seu

Viajar por trilhas com um buggy e acampar ao longo do caminho, é uma aventura que todos devem experimentar. Todavia, você encontrará facilmente os limites de espaço para carregar o que é necessário para acampar. Este problema pode ser ampliado se precisar carregar combustível e água extra. Se você não carregar um passageiro, poderá tirar o banco lateral e utilizar este espaço. Mas se o seu melhor amigo(a) estiver indo junto, a única solução para resolver o problema de espaço, é colocar um rack no teto.

Bagageiro de teto - rack de alumínio
Carregado e seguindo meu caminho...

Eu precisava de um rack forte e não muito pesado. Quando você carrega 20 litros de gasolina, 20 litros de água, uma geladeira portátil (isopor), comida e coisas para acampar, o peso no teto pode passar de 100 quilos. Quando a estrada estiver ruim, você não gostará de nenhum movimento em seu rack ou isto poderá causar problemas nos pontos de montagem. Eu também queria um rack que fosse bonito, fácil de montar e desmontar e que não requeresse furos para serem feitos em meu recentemente restaurado buggy…

O rack que eu desenhei, foi feito com placa de alumínio “diamantada”, que é leve e resistente. A superfície polida da placa é atraente e pode ser muito exigida. A placa é colocada em um chassi formado por tubos de aço com 1-1/2 polegadas soldados, para formar a estrutura do rack. Outra peça feita com placa de alumínio, é utilizada como suporte do rack sobre o pára-brisas do buggy. (Nota do Planeta: Estas placas podem ser compradas em desmanches de ônibus, pois são o assoalho dos mesmos e dificilmente apresentam desgastes.

A base é feita com uma placa de alumínio com 1/8″, com 39″ de largura por 45″ de comprimento (ou o comprimento que tiver entre seu pára-brisas e o santoantônio). Uma peça quadrada de 1-1/2″ é cortada de cada canto, de maneira que uma parte de 1-1/2″ pode ser dobrada para cima, para formar a base. O alumínio é facilmente dobrado, enquanto tiver a forma de chapa lisa, mas fica muito forte quando a base tiver dobrada. A chapa de alumínio precisa ser cortada, dobrada e soldada em uma oficina especializada, com ferramentas específicas. Um aviso: você não poderá dobrar o alumínio com dobradeira manual. Precisa ser hidráulica. A oficina que eu encontrei, cobrou US$ 75.00 para cortar, dobrar e soldar os cantos.

Para suportar a base sobre o pára-brisas, uma segunda peça de alumínio precisa ser fabricada. Este suporte frontal é feito da mesma placa e dobrada em prensa hidráulica. Este suporte entra na ranhura que corre ao redor do quadro do pára-brisas (Nota do Planeta: este suporte pode variar nos buggies mais novos.

O meu é exatamente como este – aí entra sua criatividade!). Este suporte corre por toda a frente do pára-brisas, portanto é uma grande área para suportar o peso. Se o peso a ser suportado estiver em um ou dois pontos, haverá uma grande probabilidade de quebrar seu pára-brisas. Este suporte é feito de uma peça de alumínio com 6″ de largura e 36″ de comprimento. Duas dobras são necessárias. A uma polegada, é feita uma dobra com 90 graus, para inserir no quadro do pára-brisas. A três polegadas, outra dobra, com 60 graus é feita para suportar o rack.

As peças de fixação são feitas de aço. O suporte de alumínio é fixo no quadro do pára-brisas com duas pequenas cantoneiras que não suportam nenhum peso. Estas cantoneiras são feitas com uma prancheta de aço de espessura 1/8″, medindo 1-1/4″x3-1/4″. As extremidades destas cantoneiras são dobradas em direções opostas. Um lado (com 1″) é dobrado em 90 graus e é feito um furo no centro para aparafusar o suporte frontal.

O outro lado (3/4″) é dobrado em 90 graus no sentido oposto, ficando atrás do quadro do pára-brisas. Quando aparafusado no lugar, esta cantoneira não suportará nenhum peso, mas manterá o suporte firmemente no local. Uma cantoneira será aparafusada em cada extremidade do suporte do rack, com parafusos 5/16″.

Bagageiro de teto - peças fabricadas para a montagem
Peças fabricadas para a montagem

A estrutura traseira para o rack é montada sobre o santoantônio. Eu não queria fazer nenhum furo no santoantônio, portanto, pedi que Bruce Meyers projetasse e contruísse duas braçadeiras. Estas braçadeiras foram feitas de um tubo de ferro galvanizado com 2″ de diâmetro e com 5″ de comprimento. Estas peças são então “ajustadas” com um martelo para casar perfeitamente com o santoantônio.

Cada braçadeira tem soldada em sua parte superior, uma peça de aço com 1/8″x1-1/2″. Esta peça de aço é de 4″ com um furo no centro para um parafuso de 5/16″ que sserá fixada na base de alumínio. A 1″ de cada lado desta peça de metal, dobra-se em 90 graus, formando um “U”. Esta peça é então soldada na peça feita de tubo. Estas peças de aço, quando forem presas no santoantônio, deverão ter um pedaço de borracha para não estragar sua pintura ou cromado. Estas peças de aço são extremamente fortes e não se moverão, se uma braçadeira flexível for colocada em cada lado.

O projeto do bagageiro

Logo abaixo, os desenhos  para o bagageiro/rack. As medidas estão todas em polegadas, devendo ser adaptadas para cada buggy em particular, pois baseiam-se em um Manx. Além disso, o suporte dianteiro deve ser feito de acordo com a armação do parabrisas de cada buggy – o Manx e alguns antigos nacionais, têm uma ranhura na armação de alumínio, onde entra o suporte deste modelo.

Bagageiro de teto - desenhos
Projeto do bagageiro - rack

O chassi superior do rack é feito com tubos de aço de 3/4″. Eu usei um dobrador de tubos manual, para fazer duas dobras de 90 graus nas extremidades dos tubos, portando a medida externa ficou 42″ (ou ajustada ao tamanho de seu rack). Quando as extremidades estiverem prontas, deverão caber dentro da base de alumínio. Duas peças de tubos de aço com 35″ são cortadas e soldadas nas peças dobradas anteriormente. Quando soldar este chassi superior, é melhor fixá-las com um granpo no interior da base de alumínio.

Desta maneira, voce poderá ficar certo que que ele estará perfeito em seu lugar. O chassi é fixado na base de alumínio por uma flange rosqueada, fixada na extremidade do tubo – uma espécie de porca prisioneira. Coloque o chassi pronto em posição e marque os cantos onde serão feitos os furos de montagem. Fure-os (usei parafusos de 1/2″) e então confira se o chassi pode ser aparafusado na base de alumínio. (Nota do Planeta: use sempre arruelas lisas e de pressão, preferencialmente de aço inox).

A montagem

Para montar todas as partes do rack, comece montando o suporte dianteiro no quadro do pára-brisas. Então, use use “sargentos” (grampos de fixação auxiliar) para fixar as peças de fixação traseiras. A seguir, coloque a dianteira da base de alumínio sobre o suporte dianteiro e coloque a parte traseira sobre as peças de fixação traseiras. Os dois furos na dianteira da base de alumínio serão usados para montar o chassi e também poderão ser usados para conectar o suporte dianteiro.

Centralise a base de alumínio nos montadores e então marque no suporte dianteiro, onde os furos deverão ser feitos. Faça dois furos na traseira da base para aparafusá-la nas peças de fixação traseiras. O chassi de tubos pode ser agora aparafusado na base de alumínio e no suporte dianteiro. As peças de fixação traseiras podem ser aparafusadas na traseira da base de alumínio e os grampos podem ser apertados com segurança.

Bagageiro de teto - suporte traseiro
Suporte traseiro do babageiro de teto

Segue David: “O rack, após colocado, faz com que o buggy fique mais firme, por fixar melhor o quadro do pára-brisas. O painel e o capo são fixados fortemente em sua posição e não flexionam. Eu regularmente carrego mais de 80 quilos em meu rack para ir nas trilhas e voltar sem problemas. Eu já carreguei mais de 200 quilos em um picnic para o Manx Dune Buggy Club, com refeições e bebidas. O rack também funciona como um teto e como sombra e pode ser removido facilmente em menos de 10 minutos.”

Bagageiro de teto - pronto!
Bagageiro pronto

Na galeria a seguir, algumas fotos do rack já montado no Manx do David. Branco?

Outros bagageiros de teto

Após a publicação deste artigo, alguns parceiros mostraram seus próprios bagageiros de teto, no grupo do Planeta no Facebook.

O mais simples e que também pode ser deixado até nos passeios pela cidade, pois não atrapalha o visual, é o que usa travessas na capota de fibra. Na galeria a seguir, é o primeiro e pertence ao Juliano Pedroso Arceno de Lauro de Freitas-BA.

O outro é bem semelhante ao do David e foi adquirido pelo Deco Augustinho, de São Paulo, para uso em sua picape. É da marca Thule e não é muito barato… Mas ao vender a picape, resolveu ficar com ele e usar no buggy. Sábia decisão!

Outros tipos de bagageiro

Um buggy tradicional não tem muito espaço para carregar coisas, principalmente se for para trilhas por mais de um dia.

O Planeta mostrou alguns tipos de bagageiros nesta página e também algumas dicas do que levar em trilhas nesta outra.

Divirta-se com estas leituras!

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of