Freios traseiros
a disco!
inserido no site em 16/02/2005
atualizado em 15/11/2006
 

Fiquei sabendo que não é nada difícil colocar freios a disco na traseira de um buggy. Esta é uma operação de grande importância, pois freios são o principal problema de um buggy - pelo menos na minha opinião.

Quando freiamos um carro que tem pouco peso na dianteira e uma superfície de atrito muito maior na traseira, a tendência é arrastar as rodas dianteiras. Logo, um freio eficiente na traseira é sempre bem vindo! Mas vamos ao que interessa: como fazer esta operação e ainda ficar com freio de estacionamento (freio de mão), que é obrigatório, sabem?

A primeira vez que vi esta adaptação, foi em um buggy que estava sendo construído pelo Fábio, aqui em Pelotas, As fotos a seguir, mostram como foi feita a adaptação (clica para ver melhor): as pinças utilizadas foram do Tempra Turbo (R$ 200,00 cada), enquanto o disco é o dianteiro do Fusca, com um trabalho de torno para entrar os rolamentos da roda traseira. Sem problemas. A única peça feita para a adaptação, é a que prende a pinça no semi-eixo, aproveitando os furos que já estão lá. É uma pequena peça de ferro com quatro furos (veja no detalhe). O freio de estacionamento aciona os pistões. Fantástico... acho que este é o próximo trabalho no Velho´73!

É preciso, contudo, uma grande atenção no alinhamento das pinças com o disco. Nesta adaptação, como não é feita solda e a fixação é realizada exatamente no local correto, em função da existência daquele apoio, não deverá haver problemas. O suporte é feito em chapa de aço de grande espessura e os parafusos utilizados para a fixação, também devem ser de aço de grande resistência, preferencialmente com rosca fina, que dá melhor aperto. O esforço que há neste ponto, é muito grande!

Mas, felizmente, três buggueiros auxiliaram o Planeta nesta missão: o primeiro, José Carlos (Giant´s ´91, de Maceió), mandou algumas fotos mais esclarecedoras sobre o assunto, que colocamos a seguir:

A pinça utilizada pelo José Carlos é a traseira do Marea, mas pode ser do Tempra ou Vectra ou qualquer outro que tenha freios a disco na traseira. Este detalhe é importante para manter o freio de mão operacional. Há quem prefira utilizar as pinças do fusca, também, utilizando um segundo par de pinças para o freio de mão.

O disco é o dianteiro do fusca.

A pinça é fixada na peça nº 3. É feito um corte nessa peça para encaixar a pinça e depois ela (a pinça) é fixada na peça 3, com uma chapa de ferro. Clica na segunda foto da primeira linha, para ver onde esta peça vai ser fixada. São os furos onde era presa a parte traseira do freio a tambor (aquela lata onde vai fixado o cilindro do freio).

OBS: A peça 3 pode ser substituída simplesmente por uma chapa de ferro, igual a do buggy do Fábio.

O segundo, é o Zé (hospedeiro do forum do Planeta - TOPVISUAL) que mandou algumas fotos dos freios traseiros de seu buggy. Acompanhem para tirar as dúvidas, pois o sistema de freio seletivo também é muito bom e serve como freio de estacionamento hidráulico.
As válvulas controlam as tubulações do freio, individuais por roda traseira. Uma delas é central. O suporte da pinça pode ser observado melhor nas duas últimas fotos.
 

A terceira "versão" do freio a disco traseiro, foi feita pelo buggueiro catarinense Juliano Balen (Glaspac):

Disco de freio traseiro
As fotos acima:
  • Cubos dianteiros após trabalho em torno e fresadora. Nova furação 4x100mm;
  • Rebaixo feito com uma fresa de topo para acomodar a cabeça do prisioneiro;
  • Prisoneiros da F-1000 instalados nos cubos;
  • Prisioneiro da F-1000;
As fotos acima:
  • Parte da cabeça do prisioneiro após a instalação;
  • Supurte para a pinça de freio (tempra) fabricado em aço ABNT 1020 com espessura de
    6,35mm(1/4");
  • Disco de freio de gol, cubo traseiro torneado e com prisioneiros instalados e suporte da
    pinça de freio;
  • Cubo traseiro, já torneado - observe que foi cortado na altura dos antigos furos de roda;
As fotos acima:
  • Cubo montado no disco de freio;
  • Suporte e cubo já montados no buggy;
  • Sistema completo;
  • Sistema completo;

Aproveito para recomendar o livro "Manual de construção de barcos". Este livro foi escrito pelo engenheiro de um estaleiro do Rio de Janeiro, visando ajudar quem quer construir um barco, mas tudo que é falado sobre compósitos pode ser aplicado em nosso buggies. Comprei um exemplar, já li uma parte, muito interessante, matéria de excelente qualidade (papel e impressão). Caso você se interesse: http://barracudatec.com.br, este é o site do estaleiro, tem bastante informação no site. Em literatura, o livro está disponível para compra.

Juliano Balen
jwbalen@yahoo.com.br

 

Vai para a página de Mecânica
O uso deste site e seu conteúdo subentende o conhecimento das "Políticas de Uso"
Apoiando buggueiros desde 1999 - by planetabuggy